Vacina para cachorro: Tudo o que você precisa saber para proteger o seu cão

Assim como nos humanos, a vacina para cachorro é um caso de saúde pública. Isso porque quanto mais cãezinhos forem vacinados, menores serão as chances de proliferar as doenças. Por esse motivo, é importante manter o cartão de vacinação do seu amigo sempre atualizado.

Sendo assim, você deve ficar por dentro de quais são as opções para os cães. Então, nesse texto, confira tudo sobre o assunto, e algumas curiosidades.

Contra quais doenças a vacina protege?

Atualmente, a principal vacina para pet disponível nos pets shops é conhecida como V8 (óctupla) ou V10 (déctupla). Ela é uma das melhores, pois protege contra oito ou dez doenças. Confira na lista abaixo quais são elas.

· Cinomose – É uma das principais viroses que atacam os cães, afetando os órgãos respiratórios e também o sistema nervoso. Portanto, é uma doença de grande letalidade. Ou seja, as chances de cura são mínimas, e o cachorro sempre acaba com sequelas;

· Parvovirose – Assim como a Cinomose, essa doença é de alta letalidade. Isso porque ela afeta o trato digestório do animal e causa diarreia, desidratação, febre e imunossupressão. Porém, ela tem cura se diagnosticada rapidamente;

· Hepatite Infecciosa Canina – Essa é uma virose que ataca o fígado do animal, causando febre e diarreia com sangue. Além disso, ela também afeta o sistema nervoso e, em casos mais graves, pode causar a morte do cachorro;

· Adenovirose – Essa virose afeta o sistema respiratório dos cães, ocasionando tosse seca, espirros, febre e secreções. Sendo assim, se não tratada de forma correta, evolui para uma pneumonia e pode causar a morte do animal;

· Coronavirose – É uma virose que afeta o trato digestório do animal, ocasionando sinais semelhantes aos da Parvovirose;

· Parainfluenza – Essa é uma virose que causa sinais respiratórios como tosse, secreções e febre;

· Leptospirose – A Leptospirose é uma zoonose, ou seja, é passada do animal para o humano. Sendo assim, ela causa desânimo, vômitos e hemorragias. O contágio acontece através da urina de ratos e, se não tratada, leva o animal ao óbito;

· Antirrábica – A Raiva também é uma zoonose, transmitida através da saliva de um animal contaminado. Portanto, o vírus se instala no Sistema Nervoso e, em poucos dias leva o paciente à desorientação, demência e até a morte.

Vacina para cachorro gratuita

Algumas cidades possuem hospital veterinário público ou ainda ONGs que oferecem a vacina antirrábica gratuitamente para famílias de baixa renda.

Essa vacina é a forma mais eficiente de prevenir essa zoonose em específico. Isso porque além de provocar a morte do animal, a Raiva pode levar a contaminação do dono através de mordidas, lambidas e arranhões

Vacina para cachorro filhote

Quando os bebês completam a fase de desmame, com 2 meses de idade, eles já podem iniciar o protocolo de vacinação. Dessa forma, é possível garantir a proteção contra doenças.

Mas, além da primeira dose, é importante tomar as de reforço para a proteção ser mais efetiva. Então, com 3 meses de idade, é possível tomar a segunda dose, e com 4 meses de idade a terceira dose.

Se o cachorrinho estiver devidamente vacinado, ele já pode passear na rua com o dono sem correr o risco de contrair doenças. Dessa forma, é preciso fazer as doses de reforços anuais, sempre com o acompanhamento de um veterinário.

Vacina para cachorro quanto custa?

A média dos preços da vacina para cachorro variam de acordo com a clínica veterinária e sua cidade. Porém, em geral, cada dose costuma custar entre R$30,00 até os R$100,00.

Além disso, existem também as vacinas para filhotes. Elas têm aplicação dupla e possuem a necessidade de serem feitas ainda nos primeiros meses de vida. Dessa forma, é recomendado visitar o veterinário assim que o cachorro chegar na sua casa e conferir os preços das vacinas.

Além da V8 e V10 que são importantes, os veterinários recomendam algumas outras vacinas como a de gripe, giárdia e antirrábica.

Essas vacinas são de extrema importância, principalmente se o animal for compartilhar espaço com outros cachorros, como praças, creches e parques. Sendo assim, dependendo de casos de doenças da sua cidade, outras vacinas poderão ser recomendadas para seu pet.

Como você pode ver, a vacina para cachorro é muito importante, justamente por ajudar a evitar essas doenças. Então, não deixe de realizar esse procedimento de saúde em seu cão, e proteja-o de vírus e bactérias.