Saiba Mais Sobre a Piometra

O mês de outubro traz uma importante campanha contra o câncer de mama: o Outubro Rosa. Mas engana-se quem pensa que essa doença só afeta os seres humanos. Quando se trata de cadelas e gatas, a piometra tem efeito semelhante.

Na medicina humana, essa campanha alerta sobre o câncer no colo do útero em mulheres. Atualmente, essa é a quarta doença que mais causa morte por câncer entre a população feminina.

Já quando se trata de animais de estimação, a piometra é uma condição infecciosa uterina que tende a afetar cadelas e gatas. As pacientes costumam não serem castradas. Ou seja: o câncer de mama pode afetar todas as fêmeas.

Por esse motivo, a campanha Outubro Rosa, na medicina veterinária, busca abordar sobre o tumor de mama. Além disso, também foca em ajudar na prevenção e conscientização da piometra.

O que é piometra?

A piometra é uma infecção causada por bactérias. Ela acomete tanto cadelas quanto gatas. Essa condição ocorre durante o período do cio do animal, onde o útero fica mais sensível e suscetível à infecção.

A situação ocorre por conta de inúmeras alterações que ocorrem no corpo, principalmente pela influência hormonal da progesterona. A estimulação causada pelo excesso de hormônios faz com que a parede do útero se torne mais expressa e inibe células de defesa.

Essa mudança acaba tornando o local vulnerável a agressores, como bactérias. Mas existe ainda outro perigo ligado ao câncer de mama em pets. 

Apesar dos inúmeros casos reconhecidos serem de piometra, que é o acúmulo de pus no útero, também existe a hemometra. Essa condição é o acúmulo de sangue no interior do útero. Por fim, a mucometra é o excesso de muco no útero.

Essa doença ocorre com bastante frequência em cadelas não castradas, e elas são mais acometidas do que as gatas. Isso ocorre por conta de seu sistema e ciclo reprodutivos serem diferentes.

A infecção pode afetar fêmeas de qualquer idade, mas costuma ser vista com mais frequência em cadelas ou gatas com idades mais avançadas. Essa condição existe por conta de passarem pelo ciclo do cio diversas vezes.

Além da liberação dos hormônios naturais durante o período do cio, aplicar anticoncepcionais também piora a situação. Em geral, eles contêm hormônios sintéticos, seja eles orais ou injetáveis. Essa aplicação predispõe a cadela ou gata a desenvolver a piometra.

VEJA MAIS: Doenças Comuns em Cachorros

Quais são os principais sinais da doença?

Geralmente, as fêmeas acometidas pela doença apresentam falta de apetite, aumento e dor na região abdominal. Outros sintomas são febre, fraqueza, aumento na ingestão de água, urina excessiva e secreção na vagina – no caso de piometra aberta.

Conforme a doença vai avançando, os sintomas podem piorar, levando até mesmo a perda de consciência. Ou seja, é uma doença muito perigosa e deve ser tratada rapidamente.

Portanto, é de grande importância ficar sempre atento a esses sinais. Assim que perceber leve a pet em um médico veterinário de confiança. Quanto mais avançada estiver a doença, maiores são as chances de se ter uma infecção generalizada.

Muitas gatas e cadelas acabam morrendo devido essa doença, que pode facilmente ser prevenida através da castração. Como tutor ou tutora, é seu dever garantir a saúde e o bem-estar dos seus animais.

Diagnóstico e tratamento

Normalmente, o diagnóstico da piometra é feito por um ultrassom abdominal. Exames de sangue também podem ser solicitados para confirmar a infecção no organismo.

Geralmente, a infecção inteira é resolvida com a remoção total do útero e ovários. Além da cirurgia de remoção, o animal precisará tomar antibióticos e o ideal é passar um tempo internado. Assim o veterinário pode acompanhar a evolução pós-cirúrgica.

A remoção do útero e ovários também exige que a fêmea realize repouso nos primeiros dias após a cirurgia. Outro requisito é o uso de roupa cirúrgica e colar elizabetano para evitar que a pet arranque os pontos.

LEIA MAIS:Onde Comprar Remédio Pet em Cotia 

Prevenção

A administração de anticoncepcionais com hormônios sintéticos predispõe a pet a desenvolver a piometra, não sendo recomendado esse método contraceptivo. Dessa forma, fique longe desses produtos.

A castração sempre será a melhor e mais eficaz solução para prevenir piometra e outros incômodos em cadelas ou gatas. Além da alteração hormonal causada pelo cio, a remoção do útero impede a infecção de se desenvolver.