Quanto Tempo Dura o Cio de Uma Cadela?

Para tutores que não planejam promover o cruzamento da sua cadela, o período do cio pode ser um grande incômodo. Mas quanto tempo será que dura o cio de uma cadela? Essa é uma informação importante para os donos de pets.

Isso porque, além de ter que lidar com mudanças comportamentais e físicas, é preciso se empenhar para manter os cachorros machos à distância. Dessa forma, é importante saber quanto tempo dura esse período, justamente para se preparar.

Saiba mais sobre as fases do ciclo estral

O cio da uma cadela depende de cada organismo, sendo que existem casos diferentes. Em geral, o cio passa pela fecundação até o período onde a fêmea permite a monta. É importante saber que o ciclo do cio se divide em quatro fases:

Proestro: fase inicial do ciclo, quando começa o estímulo hormonal. Nessa fase é comum identificar alterações comportamentais e físicas na cadela, como aumento de vulva, presença de secreção e início da atração dos machos. Essa fase dura na média de 5 a 15 dias;

Estro: período fértil da cadela. Fase que ela se torna apta à fecundação, se mostrando receptiva a monta e aproximação dos machos. Características físicas são evidentes, assim como ausência de secreção e redução da vulva. Essa fase dura na média de 3 a 10 dias;

Diestro: fase onde ocorre estímulo hormonal necessários para a gestação. Ele ocorre mesmo nas cadelas que não foram fecundadas, onde pode acontecer a gravidez psicológica. Essa fase dura de 56 a 90 dias;

Anestro: essa fase corresponde ao intervalo e reinício das fases principais do cio de uma cadela. Nesse período acontece uma menor liberação de hormônios pelos ovários. Ou seja, é a fase de recuperação após a gestação. Dura entre 3 e 10 meses.

A duração de cada fase pode mudar bastante de uma cadela para outra, assim como de um ciclo para o outro. Mesmo que isso possa servir de base, contar com esse calendário pode não ser o suficiente para saber quanto tempo dura o cio da fêmea.

VEJA MAIS: Gato Castrado Engorda? Mitos e Verdades Sobre o Assunto

Como saber se a cadela não está mais no cio?

Para saber quando a cadela não está mais no cio, é importante observar os sinais que ela dá nas fases de proestro e estro. Então, fique atento às alterações comportamentais e físicas. Os principais sintomas do cio são:

  • Edema da vulva (aumento do volume);
  • Eritema (vermelhidão) discreta ou escurecimento da região;
  • Secreção vaginal;
  • Cólica;
  • Agressividade;
  • Carência;
  • Receptividade ao macho.

É importante destacar que, durante a fase estro, período em que a cadela permite a monta, alguns sintomas são menos evidentes. Entre eles, vermelhidão e inchaço vulvar, enquanto a secreção desaparece totalmente.

Após esses sinais aparecerem, é possível dizer quando o primeiro cio de uma cadela está para acontecer, assim como os próximos. Além desses sinais, o principal indício que o cio está no fim, é a cadela não se mostrar receptiva a monta. Ela também costuma impedir a aproximação dos machos.

LEIA MAIS: Melhor Clinica Para Castrar seu Pet em Cotia

Como saber se a cadela pegou cria?

Você sabe que sua cadela entrou no cio, porém, não tem certeza se ela cruzou ou não? Nesse caso, a maneira mais eficiente de descobrir a gravidez é levar sua amiga para uma consulta em um médico veterinário de confiança.

Isso porque, ao contrário dos seres humanos, a gravidez em cachorro é rápida, com no máximo 60 dias de duração. Além disso, ela traz sintomas bastantes discretos no início. Ou seja, é preciso tomar cuidado e ficar de olho.

Após 20 dias de fecundação, o veterinário já pode identificar a gestação através de exames de imagem, como o ultrassom. Outro ponto é que é possível identificar o tamanho da ninhada e iniciar o pré-natal.

Essa consulta é importante, também, para saber se sua cadela está com um quadro de gravidez psicológica. Essas condições são mais comuns do que se imagina, e é preciso prestar atenção para garantir a saúde do pet.

Se você não quer mais que sua cadela passe por esse ciclo, considere conversar com o veterinário sobre a castração. Além de diminuir o risco de gravidez indesejada, esse procedimento ajuda a prevenir uma série de doenças, como alguns tumores e piometra.