Mau cheiro nos cães, o que pode ser?

Dar banho no seu cão é sempre uma boa alternativa para retirar o mau cheiro. Porém, nem sempre é o suficiente. Sendo assim, é preciso encontrar formas de retirar o mau cheiro nos cães. 

Isso porque às vezes esse cheiro ruim pode ser o indicativo de que o cachorro está com problemas de saúde. Portanto, confira neste texto algumas dicas e dúvidas sobre o mau cheiro em cães. 

O que causa mau cheiro no cachorro?

Alguns dos fatores mais comuns para esse problema são a falta de banho e o acúmulo de sujeira na pele do cão. Assim, os micro-organismos podem se proliferar, fortalecendo o mau cheiro. 

Outro detalhe está na falta de secagem quando o animal fica molhado ou toma banho. Essa prática pode ocasionar o surgimento de doenças fúngicas ou até mesmo a sarna. 

Já para os motivos que não têm relação com doenças, o mais comum é a frequência inadequada de banhos e escovação. Além disso, xampus e condicionadores inapropriados também podem atrapalhar, bem como a secagem incorreta dos pelos e estadia em locais fedidos. 

O campo das doenças também traz diversas causas, como as otites, que são inflamações no ouvido. Outras patologias podem ser a miíase, problemas hormonais e piodermites. Isso significa que são diversas as causas de mau cheiro nos cães.

Existem raças mais fedidas do que outras?

Em geral, as raças que mais podem cheirar mau são Cocker Spaniel e Basset Hound, entre outras. Isso porque a pele delas tem maior tendência para produzir sebo. Assim, o mau cheiro está presente com maior frequência.

Entretanto, ainda é perfeitamente possível manter esses cães cheirosos, normalmente. Para tanto, vai ser preciso utilizar xampus e condicionadores específicos, já que eles regulam a produção de sebo. 

Outro ponto muito importante é manter sempre uma boa frequência de banhos. Assim, você vai conseguir eliminar o mau cheiro nos cães dessas raças. 

Cheiro ruim na orelha, o que pode ser?

A única parte de um cachorro que pode ficar com cheiro ruim e não indicar problemas de saúde são os coxins, as famosas almofadinhas das patas. Sendo assim, caso a orelha do seu cão esteja com mau cheiro, procure um veterinário. 

Isso porque esse é um sinal de que o animal está com algum tipo de problema. Na maioria dos casos, esse odor desagradável na orelha indica otite. 

Essa doença é uma inflamação do ouvido causada pela proliferação de fungos ou bactérias na orelha. Então, os sintomas incluem dores no local, além de coceira, excesso de cerúmen e um cheiro muito forte. 

Em geral, essa doença ocorre mais em cães que têm orelhas compridas e caídas. Mas, é preciso ter cuidado, já que ela pode aparecer em qualquer raça. Assim, cuidado com a principal causa, que é a secagem malfeita. 

Dessa forma, trate de secar muito bem as orelhas do seu animal de estimação após o banho. Também é preciso ficar de olho quando ele vai tomar água, para saber se não costuma molhar a orelha sem querer. 

Como diminuir o mau cheiro nos cães?

Como você acompanhou nesse texto, o melhor para manter o mau cheiro nos cães longe, é cuidar da higiene e da saúde deles. Então, confira algumas dicas abaixo para facilitar o bom cheiro do seu pet. 

Primeiramente, você deve começar a dar banhos semanais no seu cachorro, nos meses de verão. Já no inverno, o melhor é a cada 15 dias. Porém, é preciso ficar atento, já que essa frequência pode variar para raça, saúde e estilo de vida do animal. Procure auxílio veterinário;

Na hora do banho, o melhor é utilizar apenas produtos que são específicos para cães. Isso porque xampus e condicionadores para humanos podem alterar o pH da pele do animal. Com isso, o mau cheiro nos cães pode piorar, além dos microrganismos poderem se proliferar;

Outra dica está na escovação dos pelos do cachorro com frequência. Assim, você estará removendo sujeiras, pelos e pele morta dele. Dessa forma, o cão acumula muito menos cheiros ruins, além de evitar alergias por causa de ácaros.

Com todas essas dicas, vai ficar muito mais fácil garantir o bom cheiro do seu animal de estimação, além da saúde e bem-estar dele. E é claro, não se esqueça de secar muito bem o seu cão.