Gato envenenado: o que fazer?

Seja por ter mordido uma planta no jardim ou por ter sido vítima de uma pessoa cruel, ver um gato envenenado não é algo raro. Porém, se você encontrou um, ou o seu gato foi envenenado, ele deve ser levado rapidamente ao médico veterinário.

Isso porque essa situação é considerada um caso de urgência. Ou seja, é preciso agir com sabedoria e velocidade. Então, nesse texto, você vai saber como proceder nesses casos, e como salvar um bichano que sofreu envenenamento.

O que pode deixar o gato envenenado?

Em geral, os gatos acabam sendo envenenados por possuírem acesso às ruas. Entretanto, essa não é a única possibilidade. Assim, o animal pode ainda ingerir veneno para rato que alguém colocou dentro da própria casa.

Então, mesmo sem ir para a rua, o gato pode ser envenenado. Mas, muitos gatos são envenenados por pura maldade de outras pessoas. Quando isso acontece, a pessoa comete um crime, ao inserir o veneno em um pedaço de alimento atrativo para o gato.

Assim, ele acaba comendo sem saber do perigo. Com isso, o gato envenenado precisará de atendimento urgente. Mas, ainda existem outras formas de envenenamento que podem ocorrer. Elas são:

  • Ingestão de plantas tóxicas, dentro ou fora de casa;
  • Interação com animais peçonhentos, como escorpiões e aranhas, dentro ou fora de casa;
  • Mordida de cobras, como as que ficam em terrenos baldios e áreas de mata;
  • Inalação de gases tóxicos, ou ainda contato com substâncias tóxicas;
  • Consumo de produtos químicos de forma acidental;
  • Motivos clínicos e de saúde.

Então, é fácil de perceber que os motivos para um gato envenenado são vários. Sendo assim, é preciso tomar cuidado.

Quais são os sintomas de um gato envenenado?

Como existem várias formas de envenenamento para os gatos, os sintomas também podem variar. E eles mudam segundo a causa da intoxicação. Assim, para as mordidas de cobra, por exemplo, será possível notar a área inchada. Outros sintomas incluem:

  • Excesso de salivação;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Dificuldades respiratórias;
  • Estômago irritado;
  • Pele irritada, quando o envenenamento foi por contato;
  • Convulsão, falta de coordenação motora e espasmos musculares;
  • Perda de consciência,
  • Pupilas dilatadas.

O que fazer caso suspeite de gato envenenado?

Se você encontrar um gato envenenado, é preciso saber como proceder nessa situação. Porém, a resposta curta e direta é: nada. É isso mesmo. Isso porque utilizar outros produtos para tentar induzir o vômito, ou aplicar na pele do animal, pode piorar ainda mais a situação.

O melhor é buscar atendimento veterinário. É exatamente por isso que existem os hospitais veterinários 24h. Mas, ainda é preciso identificar a origem do veneno, e o dono do pet pode fazer isso.

Essa informação pode ser crucial para ajudar o veterinário a salvar o gato. Isso significa que, caso encontre uma planta mordida, anote o nome do vegetal para informar ao profissional. O mesmo vale para veneno de rato, avistamento de animais peçonhentos, entre outros.

Assim, fica mais fácil de o veterinário realizar o diagnóstico do gato envenenado, além de acelerar o tratamento. Portanto, fique atento para encontrar a fonte do veneno e ajudar a salvar o seu pet.

Dentro de quanto tempo o pet pode morrer?

Essa é uma dúvida comum para os donos de pets que foram envenenados. No caso do gato, não existe um período determinado de tempo. Isso porque a morte vai depender do tipo de veneno, a causa da intoxicação e da quantidade de veneno.

Porém, existem casos onde a morte do gato envenenado ocorre em apenas minutos se a ajuda veterinária for demorada. Sendo assim, o ideal é sempre procurar um profissional que possa cuidar do animal, em qualquer caso.

O que não fazer caso haja suspeita de envenenamento em gato?

A melhor dica nesse caso é agir rapidamente. Ou seja, esperar para ver o que acontece será apenas pior para o gato envenenado. Então, o ideal é buscar ajuda médica o quanto antes, para que seja possível socorrê-lo.

Outro ponto importante é nunca tentar dar nenhum medicamento para o animal. Essa atitude pode fazer com que a situação piore, acelerando a morte do gato.

Além disso, nada de tentar induzir o vômito. Essa ação pode resultar em machucados e lesões sérias no esôfago, garganta e boca do gato envenenado.

Já o tratamento pode variar de acordo com a causa do veneno. Apenas o médico veterinário poderá cuidar da situação com ela deve ser.