Como Prevenir Tumores de Mama em Gatas e Cadelas

Gatas e cadelas também precisam prevenir tumores de mama. É por isso que a campanha do Outubro Rosa é tão importante para a saúde desses animais.

Lembre-se de que mesmo sendo pets, elas também merecem ser foco do combate ao câncer de mama. Essa doença afeta tanto humanos quanto animais. Dessa forma, é preciso adotar medidas preventivas para assim, melhorar a qualidade de vida do seu pet.

Tumor de mama em gatas e cadelas

A maioria dos casos de tumor de mama ocorre em fêmeas. Mas, cerca de 1% a 3% dos casos são diagnosticados em machos. Esse tumor tem mais tendência em aparecer em animais adultos.

Então, as maiores vítimas são cadela entre 4 e 12 anos e em gatas a partir de um ano de vida. Sendo assim, é preciso ficar de olho nas suas pets, para garantir a saúde e bem-estar das fêmeas.

A incidência de casos é bastante variável e varia de acordo com a região e o país. Em países desenvolvidos, é comum que existam políticas de controle populacional, onde os animais são castrados precocemente.

Essas medidas acabam prevenindo tumores de mama em gatas e cadelas, visto que elas têm menos chances de desenvolver câncer de mama. Já em países em desenvolvimento, os animais muitas vezes não são castrados.

Esse tipo de situação acaba por aumentar as chances de que elas desenvolvam tumores de mama. Isso ocorre justamente pelos tumores estarem diretamente relacionados ao status reprodutivo do animal.

VEJA MAIS: Saiba Mais Sobre Tumores de Útero em Cadelas

A importância do diagnóstico precoce

Assim como o tratamento adequado, o diagnóstico precoce é a melhor forma de proporcionar um prognóstico. Além disso, ele também aumenta, e muito, a possibilidade de cura do tumor.

Do mesmo modo que em humanos, apalpar as mamas do animal em busca de nódulos é bastante importante. Assim que localizar um volume anormal, você deve levar o animal de forma imediata ao médico veterinário.

No Outubro Rosa é quando se faz a conscientização dos tutores para examinar as mamas de suas cadelas e gatas procurando possíveis nódulos. Isso porque, quanto mais cedo forem localizados, maiores são as chances de cura do animal.

Qualquer raça de cachorra ou gata pode ter tumor de mama, incluindo animais que tem pseudogestação (gestação falsa). Esses casos aumentam as taxas de progesterona e acabam aumentando a predisposição das fêmeas de terem tumor mamários.

Em geral, os tumores costumam aparecer em fêmeas com idade mais avançada. Porém, o uso do anticoncepcional que injeta hormônios sintéticos aumenta mais ainda as chances de ter um tumor de mama.

Dessa forma, a melhor forma de prevenir tumor nas mamas é a castração antes do primeiro cio ou logo depois do primeiro. Fêmeas não castradas têm maior propensão a tumores, pois provavelmente irão receber anticoncepcional ou ter pseudogestação.

Como você viu acima, essas situações acabam gerando a presença de leite nas mamas. No geral, as mamas que não foram expostas às descargas de hormônios não terão tumores.

LEIA MAIS: Saiba Mais Sobre Tumores de Útero em Gatas

Diagnóstico e tratamento

No momento que o médico veterinário localiza algum nódulo, ele pode solicitar a citologia aspirativa para determinar se o tumor é maligno ou benigno. Geralmente, é feita a retirada cirúrgica.

Mas nem sempre isso ocorre. Também podem ser exigidos exames complementares pré-operatórios. Eles são hemograma, raio-x de tórax e ultrassom abdominal. É preciso realizá-los em casos de tumor maligno, que pode dar metástase em outro órgão.

A retirada cirúrgica sempre será a melhor opção, pois muitas quimioterapias não costumam funcionar em tumores mamários. Sendo assim, quanto mais rápido for a intervenção cirúrgica, maiores são as chances de recuperação, além de promover menos sofrimento ao animal.

As gatas costumam ter menos tumores de mama que, na maioria das vezes, é causado pelo anticoncepcional. Porém, quando uma gata é diagnosticada com tumor, eles são muito mais agressivos e metastáticos do que em cadelas.

Dessa forma, a castração previne a gravide e tem efeito protetor contra tumores mamários. Estima-se que a castração previne até 90% de tumores de mama malignos na gata, sendo a principal forma de prevenir tumores.

A castração não somente prevenir o tumor de mama, mas também ajuda no controle populacional de animais. Com isso, a quantidade de animais na rua ou animais abandonados, diminui.