Como levar meu cachorro/gato no carro?

Você deve saber que viajar com seu pet é algo muito legal de se fazer. Mas, será que é possível levar cachorro ou gato no carro sem problemas? Entenda mais sobre o assunto neste texto.

Primeiramente, é preciso entender que existem regras a serem seguidas, mesmo quando o veículo é particular. Isso porque você sabe que o trânsito é um lugar perigoso, e é necessário ter cuidado.

Mesmo assim, é muito comum ver cães no banco do passageiro de um carro. E normalmente eles estão com a cabeça para fora da janela, curtindo a paisagem e o vento. Mas saiba que isso é proibido pelo Código Brasileiro de Trânsito.

Ou seja, essa situação pode gerar muitos problemas e multas. E nem estamos falando de o cão pegar o vento com a cabeça para fora. O pior é justamente o animal estar solto dentro do carro, valendo também para gatos.

Esse tipo de situação pode causar acidentes, já que o motorista pode se distrair. Assim, tanto você quanto seu pet correm muito risco de se ferirem. Portanto, é preciso transportar o cão ou gato com cuidado.

Formas seguras de transportar cães e gatos no carro

Então, para evitar maiores problemas, você precisa seguir algumas regras se quiser levar cachorro ou gato no carro. Primeiramente, é necessário deixar o pet seguro através de uma caixa de transporte.

De acordo com especialistas, esse tipo de utensílio permite com que o pet possa viajar com conforto e segurança. Além disso, ele pode ficar de pé e ainda consegue dar uma volta, tanto no carro quanto em aviões.

E os gatos?

No caso dos gatos, a caixa de transporte é a única opção segura disponível. Isso porque esse tipo de pet não gosta de mudanças radicais de uma hora para outra. Além do mais, eles não são fãs de novos ambientes.

Sendo assim, nesses casos, a caixinha vai permitir com que ele esteja sempre seguro na viagem. Outra vantagem é impedir com que o gato fuja e acabe pulando pela janela do carro.

Entretanto, é preciso ter cuidado na hora de colocar e tirar os pets na caixa. Escolha um ambiente seguro e calmo para preparar o item, e evite locais com rotas de fuga. Evite fazer barulhos que possam assustar o gato, já que ele pode fugir correndo.

Uma boa dica é fazer com que o gato se acostume com a caixa de transporte um tempo antes de viajar. A ideia é associar o item com um local seguro e tranquilo.

Então, coloque algum cobertor que o gato gosta, além de petiscos, dentro da caixa, e deixe aberta. Assim, ele poderá entrar para comer, dormir e passar um tempo se acostumando com o ambiente confinado.

E se o gato não entrar na caixa?

Se for o caso de o felino não entrar por vontade própria na caixa transportadora, é possível aplicar uma técnica que costuma funcionar bem. Com ela, seu pet entrará na caixa com segurança e poderá viajar mais tranquilo.

Para isso, você pode segurar o gato pelo torso com uma das mãos. Então, com a outra mão, segure as duas patas dele, para que o animal não possa arranhar ou tentar fugir.

Em seguida, coloque primeiro a cabeça do felino dentro da caixa. Em seguida, vá colocando o animal para dentro, mas com cuidado. Quando ele já estiver quase todo lá dentro, solte o gato e feche a portinha com rapidez, mas cuidado.

E não se esqueça de usar a trava de segurança antes de o gato conseguir virar o corpo para fugir. Assim, seu pet vai poder viajar seguro dentro da caixa, e você tranquilo sabendo que ele não vai conseguir fugir.

Mais opções para os cães

Já os cães, que são mais tranquilos, podem viajar usando o cinto peitoral. Ele pode ser comprado em lojas especializadas em produtos pet, e serve como um cinto de segurança comum, mas adaptado para os animais.

Para garantir a segurança, o item é acolchoado. Com o cinto, o cão não pode se movimentar livremente pelo carro, mas ainda poderá se mexer com conforto. Ele também protege o animal em caso de acidentes.

Ao seguir essas dicas, você estará pronto para levar cachorro ou gato no carro, e viajar com conforto, segurança e tranquilidade. Basta preparar o transporte dos pets com antecedência e curtir a viagem.