Como Eliminar Pulgas de Cães e Gatos?

Uma das maiores preocupações de tutores de pet é a infestação por pulgas. Esse parasita além de provocar coceiras insuportáveis, ainda pode transmitir várias doenças. Então, como eliminar pulgas de cães e gatos?

Se tratando de animais domésticos, esse problema precisa ser combatido. Mas, para isso, o pet deve ficar afastado de outros animais. Além disso, o ambiente em que vive deve ser tratado. Se você não higienizar o local onde o animal vive, essa praga voltará.

Como saber se o animal está com pulga?

Sinais como uma coceira incessante, lambedura e mordiscadas são indícios que seu pet está com pulgas. Além disso, o animal costuma se roçar nas paredes e nos móveis. Essas dicas são importantes para que você se certifique do caso:

  • Faça uma inspeção na pele do seu pet, observe se entre o pelo dele tem alguma pulga tentando se esconder;
  • Utilize um pente fino na pelagem do seu pet;
  • Verifique sujeiras e resíduos no pelo do pet. Pulgas costumam deixar as fezes espalhadas pelo animal.

De início, você pode verificar e não encontrar nada. No entanto, não desista, pois, esse parasita tem facilidade para se esconder. O ideal é inspecionar várias vezes, principalmente na região da barriga, pescoço e área genital.

LEIA MAIS: Exames Veterinários em Cotia

Como é o ciclo de vida da pulga?

Nas condições normais, o ciclo completo de uma pulga demora de 3 a 6 semanas, divididos em quatro estágios. Então, é preciso ficar de olho e perceber quais são esses estágios. Eles são os seguintes:

  • Ovo: cai do pelo do animal no ambiente;
  • Larva: se alimenta das fezes da pulga até formar o casulo;
  • Pupa: fica dentro do casulo até a hora de emergir;
  • Adulto: se alimenta do sangue do pet e consegue botar centenas de ovos.

A pulga vive no seu hospedeiro por um bom tempo, se alimentando do seu sangue. Por esse motivo, muitos pets ficam anêmicos diante de uma infestação. É por isso que é importante eliminar pulgas em cães e gatos.

Durante esse período, uma fêmea consegue pôr 20 ovos diariamente, chegando no total de 420 durante o ciclo. Daí surge a necessidade de combater esse problema desde que a primeira pulga é encontrada.

Se esse ciclo não for interrompido, o pet pode ter graves consequências como anemia, stress, alergias e outras dermatites. Além disso, as pulgas são hospedeiras do helminto Dilipydium Caninum. Ao serem ingeridas pelo pet, o parasita se aloja no intestino delgado do animal.

VEJA MAIS: Farmácia Pet em Cotia

Como eliminar pulgas de cães e gatos?

Em quase todos os casos, a pulga chega ao lar trazida pelo animal de estimação que ficou exposto a um ambiente infestado. Também é possível que o cão ou gato traga pulgas se tiver contato com outro animal.

Além disso, é possível se contaminar também em uma simples consulta ao veterinário se o local não estiver adequadamente limpo. Sendo assim, todo cuidado é pouco.

A primeira coisa a se fazer para eliminar pulgas de cães, por exemplo, é entrar em contato com seu veterinário. Assim, ele pode indicar o melhor produto antipulgas para seu pet.

Atualmente, existem produtos de uso oral e os tópicos e, geralmente, o uso deles precisa ser repetido para evitar a volta da infestação. No entanto, somente o veterinário é quem deve orientar o tutor nesse sentido.

Além de medicamentos, são indicados produtos associados para combater esse parasita, como shampoo, sabonete e outros. Entretanto, se o animal estiver usando remédio tópicos, ele deve ficar um tempo sem tomar banho para não remover o produto.

Animais que costumam passear na rua e podem adquirir pulgas de outro animal, pois uma pulga consegue saltar uma distância equivalente a 100 vezes o seu corpo, cerca de 30 centímetros. Nesse caso, pode-se utilizar uma coleira antipulga e spray que atua contra esse parasita.

Já para eliminar pulgas de gatos, o caso é um pouco diferente. Isso porque eles costumam se lamber. Dessa forma, qualquer remédio aplicado diretamente na pele deve ser evitado.

O ideal é utilizar shampoos e sabonete antipulgas, o que de certa forma é um pouco difícil, pois gatos odeiam se molhar. Mas, ainda assim é preciso tentar, já que as pulgas são um mal desagradável e perigoso para o pet.