Cão Hiperativo: como gastar energia?

Em geral, os cachorros são animais muito agitados, correto? Mas, o que fazer em casos de cão hiperativo? Pode parecer estranho, mas realmente existem dogs que constam com esse diagnóstico.

Então, é preciso ficar atento para alguns sinais. Isso porque os cães que apresentam comportamento destrutivo, latem demais, são agressivos e outros detalhes, podem ser hiperativos. 

Como detectar um cão hiperativo?

É claro que é legal assistir seu cachorro brincando, passear com ele, interagir, enfim. Isso porque essas atividades são essenciais para eles, já que estimulam sentidos e sentimentos, além de instintos. 

Sendo assim, uma das formas mais comuns de se notar a hiperatividade canina está nas atividades. Portanto, preste atenção em mudanças de hábitos do cachorro. Se ele dorme demais, não quer mais brincar ou passear, fique atento. 

É preciso analisar com cuidado as mudanças na rotina e vontades do cão. Em geral, notar essa diferença pode ser uma tarefa difícil. 

Como os seres humanos, o organismo dos cães também é adaptável, de acordo com a rotina. Isso significa que o dia a dia deles flui entre momentos de mais ou menos energia. 

É aí que está a chave. Qual o horário que o cachorro costumava te chamar para brincar? Se ele está parando com isso, é preciso prestar mais atenção. 

Entretanto, ainda existem sinais contrários. Logo, se o cachorro está sempre em movimento, ofegante e agitado mesmo depois de brincar ou passear, ele pode ser hiperativo. 

Alguns outros finais que podem auxiliar no diagnóstico estão na agressividade, desobediência, latidos em excesso e não querer receber carinho. 

O cão hiperativo pode estar sem estímulos

Um detalhe importante que deve ser considerado antes do diagnóstico, é a sinceridade. Isso porque você, como dono do cão, deve se questionar se está estimulando o cachorro da maneira necessária. Sem isso, o bem-estar dele pode ser afetado. 

Atualmente, sabe-se que a hiperatividade canina pode surgir por conta da falta de atividades durante o dia a dia. 

Um exemplo está em um cão que fica o dia inteiro sozinho, sem nada para fazer. Então, ele provavelmente vai querer brincar quando você chegar, e com muita energia acumulada. 

Além disso, algumas raças são naturalmente mais dispostas e enérgicas do que outras. Alguns exemplos estão nos cães de caça e trabalho, como Border Collie e Beagle. 

Sendo assim, é importante saber que essas raças precisam de mais estímulos do que cães de companhia, como o Buldogue Francês ou Shih-tzu. Mesmo assim, todos ainda precisam de atenção, carinho e exercícios, como a caminhada.

O que fazer para lidar com um cachorro hiperativo?

Para saber como lidar com cão hiperativo, é preciso entender as causas. Elas podem ser fisiológicas, mas em geral tem ligação com a falta de estímulos. Portanto, confira abaixo algumas dicas de como gastar a energia do seu pet:

  • Comece com passeios diários, e até mais de um por dia, se possível. O ideal é realizar o exercício antes das 10h ou após as 16h, com o sol mais fraco;
  • Ofereça brinquedos e outros acessórios para incrementar o ambiente do cão hiperativo. Existem até quebra-cabeças para esse tipo de animal;
  • Não pare de estimular as brincadeiras nem em casa. Crie jogos para que ele corra, como lançamento de bolinha ou caça ao petisco;
  • Em caso de sair de casa por muito tempo, utilize brinquedos recheáveis para colocar a ração do cão. Assim, ele vai brincar antes de comer e gastará energia;
  • É sempre bom ensinar alguns truques para o cachorro. Eles podem ser úteis em diversas situações, além de deixá-lo mais atento e preparado;
  • Por fim, se for deixar o cachorro sozinho com frequência, o ideal é procurar uma creche canina. Isso porque lá ele vai estar sempre acompanhado de outros cães e poderá brincar. 

Com essas dicas, fica muito mais fácil de gastar a energia do seu cão hiperativo. Então, prepare o ambiente e comece a mudar os hábitos do seu pet. 

A dica final está em passar mais tempo com o seu animal de estimação. Isso porque eles podem se sentir sozinhos, ficando mais tristes e, em consequência disso, hiperativos. Utilize as dicas que você encontrou nesse texto para melhorar o bem-estar e a saúde do seu melhor amigo.